Sônia Daniel

O QUE FAZ UMA PESSOA DAR CERTO?

Posted by: admin in: ● 6 de julho de 2009

Dia desses estava sentada, pensando na vida…rsrsr e me perguntando porque algumas de minhas ações com tanta expectativa de sucesso deram errado?

Pensei naquelas estórias de sucesso sabe, que a gente sempre ouve contar….aquelas da pequena garagem que virou mercearia e daí para mercado foi um pulo, ou do barzinho do seu João que vendia salgados e deu tão certo que virou um restaurante…… a, tem também a da dona Alzira que começou fazendo docinhos em casa e agora tem uma loja de doces lá no centro. Essas são algumas das muitas estórias que deram certo a partir de pessoas que começaram do nada e conquistaram seu sucesso através de persistência, trabalho árduo.

Mas será que foi só isso? Tem tanta gente que persiste, trabalha muito e não consegue o sucesso esperado.

Enfim, como podemos medir o sucesso ou insucesso de certas ações em nossa vida?

Amarguei esta pergunta por dias, até cair em minhas mãos um livro, bem simples e interessante de Luiz Fernando Garcia, intitulado “Pessoas de Resultado”. É um livro prático, embasado em experiências vividas por ele e em estudos feitos a partir de entrevistas realizadas com pessoas bem sucedidas. No livro ele mostra alguns dos erros que cometemos e que transformam o possível sucesso em fracasso e também dá dicas interessantíssimas de como podemos desenvolver condutas voltadas a resultados mais eficazes.

Vale a pena ler na íntegra. Tenho certeza que você, assim como eu, vai se encontrar também em alguma parte do contexto.

Mas para quem quer mastigadinho, vão aqui algumas informações preciosas para direcionar o sucesso em sua vida e transformar você em uma pessoa de resultado:

Pessoas de Resultado

Bom, o primeiro passo é analisar os obstáculos que precisam ser superados:

1. A Falta de foco: sem ela a manutenção das coisas ou das ações fica comprometida e a capacidade de se manter com energia dirigindo a vida para um propósito escolhido também.

2. Projetos sem planejamento de percurso – são as inclinações em deixar os projetos pelo caminho, ou seja, projetos focados em atividades e não por conquistas.

3. Arrogância da certeza – É o fator que impede você de procurar alternativas para corrigir a rota.

4. A Falta de interação correta entre as realidades interna e objetiva – ou seja, é aquilo que eu gostaria de fazer (fantasias) em confronto com aquilo que realmente é possível fazer. De acordo com Luiz Fernando é a composição dessas duas realidades que farão com que meu objetivo tenha sucesso. Ele fala que se você se focar somente na idealização naquilo que você gostaria que acontecesse, você vai se tornar muito mais idealizador do que realizador. Diz ele “A baixa idealização permite iniciar experiências com mais flexibilidade e de forma mais simples……..A falta de idealização possibilita a presença constante da realidade objetiva”. Por exemplo, um pequeno negócio que começa num fundo de quintal e aos poucos vai crescendo até se tornar um restaurante, vai dar certo se a pessoa for muito mais realizadora do que idealizadora, isto quer dizer, se ela colocar em prática aquilo que realmente é viável e factível de fazer e não as suas fantasias, terá mais chance de êxito.

5. As emoções em desequilíbrio: Ele fala aqui de nossas frustrações, como um foco que desperta uma série de sentimentos tais como: medos, inseguranças, traumas, limitações, ansiedades, angústias……aquelas coisas que não conseguimos suportar em nós, mas que estão em nós e fazem parte da nossa natureza. Diz ele: “Se não aceitarmos e não entendermos os motivos de nossas frustrações buscaremos subterfúgios, porque não a consideraremos parte inerente de nosso caminho de realização”.

Alguns sinais de alerta podem ajudar a diagnosticar o que está nos atrapalhando de seguir em frente:

  • A arrogância: Você precisa ouvir pontos de vista diferentes;
  • A Incompatibilidade: Verificar quais das realidades – Interna ou Objetiva – está exercendo mais força em você;
  • Conforto: Não deixar para amanhã o que pode ser feito hoje;
  • Insatisfações constantes e falta de motivação: não deixar que esses sentimentos façam o problema maior do que ele é;
  • Atribuição de responsabilidades: tornar-se causa eficiente, ou seja, não atribuir aos outros os problemas que são seus.

O segundo é desenvolver os 7 pontos chaves para a mudança de ação, os quais levarão ao êxito se adotados e praticados:

1) VISUALIZAÇÃO

– Só conseguimos atingir aquilo que somos capazes de ver.

– Ele chama de Visão, ou ante-visão, a capacidade de vislumbrar algo pronto antes que aconteça. É essa visão que permite alimentar o FOCO.

– Os resultados custam a aparecer se não conseguirmos gerar uma operação mental, uma visualização eficaz. Irá faltar a imagem pra nos guiar no caminho.

– A visualização de uma pessoa bem sucedida é aquela que gera projeções mentais de forma objetiva: pensa nos próprios recursos, na condição real de concretizá-lo e não apenas na idealização fantasiosas, com todas as medidas numa escala de tempo mensurável. Isso quer dizer que a visualização deve ter uma imagem do futuro com especificações, voltada para a realidade objetiva.

– O objetivo visualizado tem que oferecer a possibilidade de que o esforço fracasse, pois só assim nos dedicaremos por inteiro às conquistas do objetivo desejado. O medo (de que algo dê errado) deve existir para reforçar a buscar cada vez mais o objeto desejado.

2) DESAFIO

– Os desafios devem ser vistos como estímulos às conquistas. É necessário aceitar os desafios para sair vitorioso.

– No meio do processo, sempre surgem situações que fogem ao nosso controle e isso é algo de muito positivo, pois quando somos desafiados temos mais chances de contornar os problemas. Desafios fazem parte do processo e não devemos fugir deles.

– O desafio traz formas novas de pensar, de fazer diferente, de mudar, de flexibilizar. Lembra-ele: “a acomodação é péssima companheira. Quando estamos acomodados, acabamos caindo numa rotina que nos condiciona a viver de uma só forma. Mas, quando somos desafiados aprendemos a descobrir novas possibilidades”.

3) MANUTENÇÃO DO FOCO

– Estabelecer o Foco é eleger apenas um alvo a ser buscado a curto, médio ou longo prazo. O segredo de manter o foco é eleger um só objetivo por vez. É manter-se no caminho.

– No processo de desenvolver algo é possível que a diversidade de informações, experiências e objetivos buscados sirvam, algumas vezes, para desviar o foco do que desejamos em vez de facilitar nossa tarefa. Essas coisas funcionam como distração.

– Ao eleger nosso objetivo, dizer não para as coisas que não fazem parte do nosso foco aprendemos a identificar o que precisa acontecer.

4) CRIAÇÃO DE MAPAS DE PERCCURSO – A ARTE DE PLANEJAR O CAMINHO

– Os mapas de percurso nada mais são do que o planejamento, ou seja, a elaboração de planos de ação. É eleger um propósito monitorando o itinerário de forma a evitar se trair durante o caminho.

– Os mapas de percurso devem passar pela prova da escrita, na qual são externados os objetivos e as etapas a serem vencidas para poder caminhar pelo plano sem se perder.

– Dicas a serem observadas:

  • · Utilizar listas escritas à lápis, para facilitar as correções;
  • · Dar mais importâncias as situações difíceis;
  • · Elaborar três mapas de percurso para ação: situação ideal, realista e hipótese menos favorável.

5) EXPECTÂNCIA E DRIVE

– Trata-se de alimentar a expectativa em torno da situação desejada.

– Expectância é a capacidade que temos de gerar expectativas nas pessoas e mantê-las. É sustentar durante o percurso a energia que nos levará ao propósito. Isso se faz enfatizando a nós e ás pessoas envolvidas, o nosso propósito, nosso verdadeiro objetivo, enfatizando onde queremos chegar.

– Drive é a capacidade de direcionar, dirigir sem protelação, saindo da zona de conforto para obter resultados.

– Pergunte sempre: O que é preciso ser feito e como contribuir pessoalmente para fazê-lo?

6) TOLERÂNCIA A AMBIGUIDADE E INCERTEZAS

– Significa não temer a incerteza e nem o erro. O medo de errar pode levar ao insucesso. Lidar com dúvidas e incertezas, faz parte do processo. Quanto mais alimentamos esse medo, mais freqüentes serão as angústias e as ansiedades.

– Lembre-se o medo, leva-nos à situação que teremos. Assim, não alimente o “bicho”, ele é menor do que parece. Medo, angústia e ansiedade fazem parte de nossa natureza e precisamos aprender a conviver com elas e a resolver as coisas que nos incomodam posicionando-nos a fim de consertar ou redirecionar o caminho.

– Devemos lembrar que somos passíveis de erro e que ele pode ser corrigido quando se muda de estratégia, ousando, dasafiando, elaborando a melhor receita para chegar aonde se quer.

– A receita para o medo é tomar uma posição. Se der errado, redirecione. Mas pense, se der certo, você terá a oportunidade de produzir muito mais, e obter resultados nunca imaginados.

– Nem tudo dá certo na vida de uma pessoa de sucesso. O que torna tudo melhor é o programa de desenvolvimento e aprendizado a que ela se impõe.

7) AUTO-REFORÇO PARA AUTO-ESTIMA

– A recompensa sem culpa é uma das ferramentas que garante a melhora de nossa auto-estima. Ela só se afirma quando sentimos que nossos desejos podem se materializar. Um prêmio pelo “sacrifício” feito durante o processo de conquista é justo, desde que você tenha alcançado seu objetivo.

Sugere ele:

“Escolha com antecedência seu prêmio, planeje como saboreá-lo,
com a consciência de que esse é o ponto mais alto da montanha que você pretende chegar”.

Espero que este pequeno resumo possa trazer reflexões sobre o que faz uma pessoa dar errado e a partir dessas reflexões, desenvolver condutas orientadas para resultados de sucesso.

Abraços e até o nosso próximo assunto.

12 Comments to "O QUE FAZ UMA PESSOA DAR CERTO?"

1 | Celino Foresti Júnior

9 de dezembro de 2009 to ● 1:11

Parabéns pelo resumo! Adorei! vou ler este livro :)

2 | admin

17 de dezembro de 2009 to ● 9:37

Olá Celino, bom dia!
Que bom que você gostou do resumo….tenho certeza que você vai se deliciar com o livro.
Abraços e uma boa semana!

3 | SleelsAstot

24 de janeiro de 2010 to ● 9:36

pleasing answers i like it

4 | admin

5 de fevereiro de 2010 to ● 3:36

I’m glad you enjoyed the article.
Hugs and a great weekend!
Sônia Parucker

5 | Paulo Pena

17 de fevereiro de 2010 to ● 22:07

Sonia,

Saudades, por onde anda?
To fazendo um treinamento em Renascimento e está sendo
fantástico como complemento do meu trabalho.
E olha q incrível, agora chego nos lugares e já posso ver se
minha cama está ou não num lugar favorável. Chic, né?…rs
Devo uma parcela disso a vc, gratidão.
Preciso saber qdo vc atenderá no Rio, pois preciso mesmo
consultá-la.
Um grde abraço e mto sucesso.
Paulo Pena

6 | admin

22 de fevereiro de 2010 to ● 8:34

Olá querido, que saudades!!!
Que bom saber que você está fazendo curso de renascimento. Tenho uma amiga que fez e disse que foi fabuloso.
Fico feliz com o seu progresso.
Devo voltar aos trabalhos no Rio em Maio, por conta da minha mudança. Por enquanto está tudo de cabeça para o ar aqui em casa…..rsrsrsr……..mudança sabe como é né?
Assim que voltar aos atendimentos te aviso.
Super beijos e uma excelente semana!
Sônia Parucker

7 | jeferson lourenço de aquino

9 de maio de 2010 to ● 12:50

cara esse livro e fantastico quero compra ele pra min pouca coisa que vc resumil ai ja mudo minha cabeça sobre meus negocio muito obrigado senhor por pessoas asim com vc na terra tenha uma otima semana fique com deus

8 | admin

11 de maio de 2010 to ● 9:55

Olá Jeferson, bom dia!
Fiquei muito feliz em saber que o artigo proporcionou a você momentos de reflexão.
O livro realmente é muito bom, tenho certeza que você vai gostar.
Abraços e uma excelente semana para você também.

Sônia Parucker

9 | Edson Eustaquio

29 de outubro de 2013 to ● 12:39

Sonia boa tarde.

Adorei o artigo, e sem duvidas comprarei o livro, os seus comentários vem de encontro com as mudanças q estou dando em minha vida, mesmo não sendo nenhum empresario, estou em busca de uma nova recolocação, e após ler seu artigo, vejo que preciso mudar o foco, ter mais coragem e dizer a mim mesmo, Go Ahead Edson vc pode…. Njs e obrigado.

10 | Fabíola

29 de outubro de 2013 to ● 16:25

Gostei muito desse livro e do seu resumo, também quero ler na íntegra, pois a gente até sabe , mais muda muito a direção e inverte a sequencia, o que no final acaba resultanto em nada, gostei muito de te conhecer melhor.

11 | admin

5 de março de 2014 to ● 16:02

Olá Fabíola, boa tarde!
Fico feliz que o artigo tenha sido de ajuda.
Abraços
Sônia Daniel

12 | admin

5 de março de 2014 to ● 16:04

Olá querido, tudo bem contigo?
Que bom que o artigo lhe foi útil.
Bjs e até breve!
Sônia Daniel

Write Comment